Nova edição de “O Grande Livro do Marketing”

 

Imagem

 

Nova edição da publicação referência do marketing brasileiro traz conteúdo atual e de extrema relevância, lastreado pela experiência e atuação de mais de 33 anos da consultoria de marketing pioneira e líder no mercado nacional

Desde 1º de setembro de 1980, Francisco Alberto Madia de Souza, após consistente carreira na liderança das áreas de marketing de bancos, agências de propaganda, indústria e editora, comanda o MadiaMundoMarketing, empresa de consultoria pioneira e líder na prestação dos serviços de Marketing e Branding no Brasil. Toda experiência somada em mais de 40 anos como profissional e consultor, encontram-se nas páginas do livro que se converteu em referência para todos que pretendem praticar um marketing de qualidade superior, e de última geração ― “O Grande Livro do Marketing”. 

Todo conteúdo do livro decorre ― exclusivamente ― da prática. Mais de 1.200 trabalhos realizados pelo MadiaMundoMarketing para mais de 500 empresas de todos os portes e setores de atividades. Como diz o Madia, “um livro escrito com os pés no barro, a barriga no balcão, procurando me colocar o tempo todo na condição do cliente. Um livro sem química, academicismos ou anabolizantes. Marketing orgânico, genuíno, natural, renovado e atualizado permanentemente”.

“O Grande Livro do Marketing” é, sem dúvida, a mais importante, atual e completa publicação sobre o tema, referência essencial e obrigatória para profissionais e empresários.

Sobre o autor

Francisco Alberto Madia de Souza é considerado a maior autoridade em marketing do país, segundo pesquisa realizada pela Toledo e Associados para a Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB). Há 46 anos trabalhando exclusivamente com marketing, Madia, desde 1980, é Diretor Presidente e sócio do MadiaMundoMarketing; advogado e empresário, com cursos de especialização em marketing no Brasil e nos Estados Unidos – NY University; Master em Marketing pelo CFE.

Escritor de dezenas de livros e milhares de artigos ― adotados nos principais cursos de marketing do Brasil e de países das Américas e da Europa ―, Madia foi o grande vencedor do Prêmio Jabuti, em sua 47ª edição ― Melhor Livro Não-Ficção do Ano ― com “Os 50 Mandamentos do Marketing”, editado pela M.Books.

Sobre o MadiaMundoMarketing

O MadiaMundoMarketing é a consultoria líder em sua especialidade no Brasil ― Marketing & Branding: planejamento estratégico sob a ótica do mercado; criação, construção e institucionalização de marcas. Fundada em 1º de setembro de 1980, em seus 33 anos de atuação, contabiliza 1.238 contratos de prestação de serviços para mais de 500 empresas de todos os portes e setores de atividades. Atende as empresas clientes em todas as suas demandas de marketing ― planejamento, ativação, busca de profissionais, suporte legal, treinamento e capacitação. Suas práticas e ferramentas, testadas, aprovadas e comprovadas por seus clientes, são atualizadas a cada novo dia, e suas três matrizes proprietárias adotadas por empresas e instituições de ensino de diferentes países e nacionalidades.

Ficha técnica

Título: O Grande Livro do Marketing
Autor: Francisco Alberto Madia de Souza
Páginas: 448
Formato: 21 X 28 cm
Editora: M.Books
ISBN: 9788576802273

Ação de marketing da Esmalteria Nacional no Carnaval

Imagem

 

Recebi este release e estou compartilhando com vocês porque achei a ação muito legal! Deem só uma olhada!

 

A Esmalteria Nacional iniciou na sexta-feira de Carnaval (28/2|), uma ação promocional inovadora: a Nail Bar Limousine. O intuito da ação é trazer uma nova experiência aos clientes com muito glamour ao fazer suas unhas.

 

O projeto tem por objetivo prestar o serviço de Nail Art, no conceito Nail Bar, dentro de uma Limousine customizada, com um bar à disposição da cliente que passará por várias cidades do litoral paulista.

 A viagem vai até o dia 10 de março. A ação conta com uma promoter para divulgar o evento nas cidades e ainda distribuir brindes. Além de todos os serviços oferecidos, as clientes poderão, ainda, degustar espumantes Salton e Água Puzera Vital Nestlé. O roteiro das cidades seguirá da seguinte forma:

 

1º dia: Maresias

2º dia: São Sebastião

3º dia: Bertioga

4º dia: Santos

5º dia: São Vicente

6º dia: Maresias

7º dia: São Sebastião

8º dia: Bertioga

9º dia: Maresias

10º dia: São Sebastião

 

Além do requinte de ser atendido na Limousine e de poder apreciar um delicioso espumante, o cardápio de técnicas com esmaltes exclusivos da Twoone Onetwo garante sofisticação na hora de esmaltar as unhas com nail arts especiais para o carnaval.

 

Onde Encontrar:

A Esmalteria Nacional conta com mais de 95 unidades em funcionamento em todo o Brasil.

Mais de 400 unidades estarão abertas em todo o Brasil até o final do ano.

A Concept Store fica na Rua Fradique Coutinho, 380 – Pinheiros – SP.

Contato: +55 11 3062-6727 Site: www.esmalterianacional.com.br

 

Música sertaneja é a preferida dos brasileiros durante faxina, mostra pesquisa

Veja as múltiplas possibilidade de informação que uma pesquisa pode proporcionar. Informação é a alma do negócio. (Prof. Cris)

 

Pesquisa global ainda aponta que, durante o uso do aspirador de pó, 75,9% dos coreanos usam roupas esportivas e maioria dos chineses utiliza o aparelho à noite

 

Pesquisa Global de Aspiradores de Pó Electrolux 2013 mapeou o uso do aspirador de pó em 23 países. O estudo mostra as preferências dos consumidores, opiniões, sentimentos e o que os agradam durante a faxina. Além disso, o material traz dados curiosos, como as atividades simultâneas e trajes preferidos. Globalmente, foram entrevistadas 28 mil pessoas. Confira alguns destaques da pesquisa:

 

§  Durante a atividade, 36% dos usuários no mundo também escutam música simultaneamente.

 

§  O Brasil segue a tendência global, contudo, acima da média, já que 63,6% da população ouve música enquanto utiliza o aspirador de pó.

 

§  Outros 6,6% dos brasileiros, além de ouvir a música, ainda arriscam alguns passos e afirmam dançar enquanto utilizam o aspirador.

 

§  Em contrapartida, entre os japoneses, apenas 8,3% afirma ouvir música, o menor percentual entre os países pesquisados.

 

§  No Brasil, entre os que preferem ouvir música, os ritmos campeões na escolha para acompanhar o aspirador de pó são a música sertaneja (13,4%), o Pop (13,1%) e o Rock´n Roll (12,2%).

 

§  Contudo, os brasileiros comprovaram que são um povo eclético, 22,2% responderam que ouvem uma mistura de diversos ritmos.

 

§  Apenas 1% da média global dos entrevistados afirma que o aspirador de pó em sua casa é operado por um empregado doméstico. No Brasil, essa média é cinco vezes maior.

 

§  A maioria dos Brasileiros (35,8%) aspira sua casa apenas uma vez por semana e outra grande parcela (24,4%) entre duas e cinco vezes por semana.

 

§  11,4% dos brasileiros se sentem saudáveis depois de usar o aparelho.

 

§  Brasileiro é um dos campeões entre os usuários que passam mais tempo utilizando o aspirador de pó: 78,7% dos entrevistados ultrapassam os 30 minutos chegando até a 4 horas.

 

§  Por outro lado, os mais apressados são os asiáticos. A maioria da população de japoneses e sul-coreanos, 68,2% e 67,6%, respectivamente, contam que nunca ultrapassam 30 minutos utilizando o aparelho.

 

§  Durante a compra, brasileiros, ao lado dos portugueses, são os que mais observam o consumo de energia elétrica do aspirador de pó entre todos os outros países ouvidos: 13,9% dos entrevistados nos dois países. Bem acima da média global que é de 5%.

 

§  A maioria dos brasileiros (65,1%), bem acima da média global, preferem aspirar o lar pela manhã. Em geral, os latinos mostram-se mais animados pela manhã, enquanto os países nórdicos – Suécia (11%), Dinamarca (10,7%) e Noruega (10,1%) – são os menores percentuais de adeptos ao período.

 

§  Já a China é campeã de uso no período noturno, em que maioria (27,8%) coloca seus aspiradores de pó para trabalhar.

 

§  Durante a tarefa, roupas casuais são as campeãs na média global (69%) e ainda mais entre os brasileiros (72,5%).

 

§  Já para os sul-coreanos, a maioria (75,9%) prefere trajes esportivos para aspirar o lar.

 

§  Alguns países preferem, ainda, mais conforto na escolha da roupa: 13,5% dos colombianos preferem apenas underware ou nada.

 

§  37,2% dos brasileiros, a maioria dos entrevistados, afirmam que após aspirar suas casas sentem-se satisfeitos com o resultado, um percentual acima da média global, que é de 30%. Número que confirma a fama de que brasileiro gosta de manter a casa sempre limpa.

 

§  A pesquisa também mostra que o brasileiro é um dos países com o maior percentual de residências com apenas um aspirador de pó (87%) ficando atrás apenas da Colômbia (92%). Países como o Canadá (44%) e os Estados Unidos (43,1%) são os campeões entre aqueles com mais residências que possuem dois ou mais aparelhos.

 

§  O aspirador de pó dos sonhos da maioria dos brasileiros que responderam a pesquisa (38,2%) são os verticais e que oferecem liberdade sem fio, ou seja, aparelhos com bateria.

 

Países pesquisados: Alemanha, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Coreia, Dinamarca, Estados Unidos, Finlândia, França, Inglaterra, Japão, México, Noruega, Polônia, Portugal, Rússia, Suécia, Tailândia e Turquia

Electrolux divulga a maior pesquisa sobre uso de aspirador de pó já realizada no mundo

Imagem

 

A “Pesquisa Global de Aspiradores de Pó Electrolux 2013” mapeou os hábitos de uso em 23 países: brasileiros são os que mais capricham na limpeza semanal privilegiando o uso do aparelho

 

Electrolux divulga a maior pesquisa já realizada no mundo sobre os hábitos de uso de um eletrodoméstico, a “Pesquisa Global de Aspiradores de Pó Electrolux 2013”. Realizada em 23 países – além do Brasil, foram entrevistados consumidores da Inglaterra, Suécia, Alemanha, Japão, China, Austrália, entre outros –, o estudo mostra as preferências dos consumidores, suas opiniões, sentimentos e o que os agradam durante o ato de aspirar sua casa. Além disso, o material traz dados curiosos como as atividades simultâneas e trajes preferidos. Globalmente, foram entrevistadas 28 mil pessoas.

“Como líder mundial em aspiradores de pó, a Electrolux está sempre em busca do desenvolvimento de produtos globais inovadores. Os resultados dessa pesquisa mostram como os desejos e necessidades dos consumidores são diversos ao redor do mundo, e como é essencial conhecê-los e compreendê-los”, comenta Nelson Scarpin, Diretor Geral da Divisão de Eletroportáteis da Electrolux do Brasil. “As percepções do consumidor são a base para todo o desenvolvimento de produtos da Electrolux e desempenham um papel vital para garantir que possamos continuar a criar soluções que atendam o que um usuário precisa em qualquer lugar do mundo em que ele esteja”, completa o executivo sobre a pesquisa.

 

Pesquisa aponta que as diferenças culturais entre os países estão presentes até na relação que os usuários tem com seu aspirador de pó:

  • Apenas 1% da média global dos entrevistados afirma que o aspirador de pó em sua casa é operado por um empregado doméstico. No Brasil, essa média é cinco vezes maior, comprovando as recentes comparações desse comportamento entre os países da América Latina e da Europa, feitas pela imprensa.
  • A maioria dos Brasileiros (35,8%), aspira sua casa apenas uma vez por semana e outra grande parcela (24,4%) entre duas e cinco vezes por semana. Os números mostram que o brasileiro utiliza o aspirador de pó durante a faxina semanal. Exatamente por isso, que a pesquisa também mostra que o Brasileiro é um dos campeões entre os usuários que passam mais tempo utilizando o aspirador de pó, 78,7% dos entrevistados ultrapassam os 30 minutos chegando até a 4 horas na atividade, comprovando o capricho com que cuidam de seus lares. Do outro lado, os mais apressados são os asiáticos, a grande maioria da população de japoneses e sul-coreanos, 68,2% e 67,6%, respectivamente, contam que nunca ultrapassam 30 minutos utilizando o aparelho.
  • A maioria dos Brasileiros (65,1%), bem acima da média global, preferem aspirar o lar pela manhã. Em geral, os latinos mostram-se mais animados pela manhã, enquanto os países nórdicos – Suécia (11%), Dinamarca (10,7%) e Noruega (10,1%) – são os menores percentuais de adeptos ao período. Já a China, é campeã de uso no período noturno, período em que maioria (27,8%) coloca seus aspiradores de pó para trabalhar.
  • Na escolha do que vestir para a atividade de aspirar a casa, roupas casuais são as campeãs na média global (69%) e ainda mais entre os brasileiros (72,5%). Já, para os sul-coreanos, a atividade deve ser considerada uma oportunidade para a prática de esporte, pois a grande maioria (75,9%) prefere trajes esportivos para aspirar o lar. Alguns países, preferem ainda mais conforto na escolha da roupa: 13,5% dos colombianos preferem apenas underware ou nada.
  • Aspirar a casa é uma atividade que permite outras simultâneas, a preferida mundialmente, por 36% dos usuários, é ouvir música. Mais uma vez, o Brasil segue a tendência global, contudo, bem acima da média, já que 63,6% da população ouve música enquanto utiliza o aspirador de pó. Outros 6,6% dos brasileiros, além de ouvir a música ainda arriscam alguns passos, e afirmam dançar enquanto utilizam o aspirador. Em contrapartida, entre os japoneses apenas 8,3% afirmar ouvir música, o menor percentual entre os países pesquisados.
  • No Brasil, entre os que preferem ouvir música, os ritmos campeões na escolha para acompanhar o aspirador de pó são a música sertaneja (13,4%), o Pop (13,1%) e o Rock´n Roll (12,2%). Contudo, os brasileiros comprovaram que são um povo eclético, 22,2% responderam que ouvem uma mistura de diversos ritmos.
  • O que sentem os usuários de aspirador de pó após o uso do aparelho? 37,2% dos brasileiros, a maioria dos entrevistados, afirmam que após aspirar suas casas sentem-se satisfeitos com o resultado, um percentual acima da média global, que é de 30%. Número que confirma a fama de que brasileiro gosta de manter sua casa sempre limpa.
  • Entre os atributos observados na compra de um aspirador de pó, apesar de não representar a maioria dos entrevistados, os brasileiros, ao lado dos portugueses, são os que mais observam o consumo de energia elétrica do aparelho entre todos os outros países ouvidos, são 13,9% dos entrevistados nos dois países. Bem acima da média global que é de 5%.
  • A pesquisa também mostra que o brasileiro é um dos países com o maior percentual de residências com apenas um aspirador de pó (87%) ficando atrás apenas da Colômbia (92%). Países como o Canadá (44%) e os Estados Unidos (43,1%) são os campeões entre aqueles com mais residências que possuem dois ou mais aparelhos.
  • O aspirador de pó dos sonhos da maioria dos brasileiros que responderam a pesquisa (38,2%), são os verticais e que oferecem liberdade sem fio, ou seja, aparelhos com bateria. É o maior percentual global que deseja esse tipo de produto, o que justifica o grande sucesso que a linha Ergorapido Electrolux faz no Brasil desde o seu lançamento, em 2009.

Novidades Electrolux que nascem do conhecimento do consumidor e da busca pela inovação

De acordo com o estudo encomendado pela Electrolux, o sonho de uma grande parte dos brasileiros é um aspirador de pó vertical e sem fio, movido à bateria, que possa auxiliá-los em uma limpeza rápida e simples, como recolher migalhas de pão após um lanche ou aspirar um estofado após a brincadeira das crianças. Foi para facilitar esses momentos que a Electrolux trouxe ao mercado brasileiro a linha Ergorapido: aspiradores de pó 2 em 1 independentes, compactos e leves, que funcionam com bateria recarregável em base móvel, sem fio, estando sempre à mão para o uso rápido e prático, já que possui uma unidade portátil removível que, ao ser desacoplada da base do produto, exerce a função de um aspirador de mão. A linha sempre ganha novidades como modelos cada vez mais inovadores, assim como o mais novo membro da família que acaba de ser disponibilizado no varejo, o Ergorapido Zinco.

Descubra como os produtos falam com você no supermercado

Imagem

 

      Cláudio Giannico

Quem nunca entrou no supermercado para comprar apenas um produto e saiu com mais do que deveria na sacola? A chance de isso acontecer é grande, porque circulamos entre seções estrategicamente preparadas para nos impactar de maneira despercebida e induzir nossa decisão de compra. Os varejistas utilizam um conceito conhecido como planograma para posicionar os itens na gôndola e chamar a atenção para o espaço desejado. Uma pesquisa divulgada recentemente pelo SPC Brasil confirma que 34% das pessoas admitem comprar por impulso, gastando mais que o planejado.

Também chamado de plano de gôndola, a técnica tem o objetivo de organizar e gerenciar os produtos nas prateleiras, de forma que haja sempre um estímulo na comunicação com o comprador, alavancando as vendas de determinado produto ou marca. Se observarmos as gôndolas com mais atenção, podemos verificar que os itens quase sempre estão distribuídos em blocos verticais de uma mesma empresa, com subcategorias em grupos horizontais para facilitar a visualização do consumidor.

Além disso, os produtos com maior valor agregado permanecem na altura das mãos e dos olhos, na chamada “área nobre”. Já na considerada “área fria”, que são os espaços abaixo e acima da linha dos olhos e mãos, são posicionados os itens que nos levam ao ponto de venda, conhecidos como “produtos destino”. Neste local, os itens tendem a custar menos e são acompanhados das unidades em promoção, justamente para estimular a compra.

No caso das lâmpadas, podemos perceber que, geralmente, as fluorescentes compactas estão presentes na área nobre, pois apresentam maior giro e valor agregado em relação às incandescentes. Na mesma zona, começam a surgir os LEDs, que possuem preço superior, mas entregam ainda mais benefícios. Já as tradicionais incandescentes permanecem abaixo ou acima do campo visual, pois custam menos e estão saindo do mercado para dar espaço às novas soluções.

Muitos não imaginam, mas até o modo que caminhamos dentro do ponto de venda é analisado. Os “produtos destino” ficam sempre nos finais dos corredores, forçando maior número de pessoas a circular naquela seção, enquanto os itens que compramos por impulso permanecem no início do setor. Essa organização garante também a movimentação controlada em todo o estabelecimento.

Por isso, fique atento à comunicação no ponto de venda. Agora que você já sabe como funciona a organização das gôndolas, a busca por produtos que realmente deseja levar para casa ficará mais fácil.

Cláudio Giannico é formado em Administração de Empresas pela FMU, com MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e é gerente nacional do Canal Retail da OSRAM.

Etiqueta Empresarial Internacional

Imagem

Uma palavra errada, um gesto descuidado… Desconhecer detalhes da cultura de um cliente, fornecedor ou parceiro comercial pode colocar tudo a perder. Com o mundo globalizado, é importante que saibamos como nos comportar ao nos relacionarmos comercialmente com estrangeiros. Encontrei as dicas abaixo que podem ser vir, e muito, num futuro muito próximo a cada um de vocês. Confira!

Prof. Cris Sanches

Lembre-se que não basta dominar com fluência vários idiomas, ser flexível para lidar bem com mudanças, eficiente na comunicação, ter visão de futuro e foco em objetivos. Você deve, também, aprender a se relacionar bem com o seu semelhante e, principalmente, entender que os hábitos e costumes variam de cultura para cultura.

Transitar com leveza, desenvoltura e segurança por ambientes culturais que você não conhece é uma qualidade que o fará efetivamente ser um profissional global. Para isso, o exercício da gentileza será sua ferramenta mais importante.

Luxemburgo, Holanda e Bélgica

  • Cartões de Visita

É uma boa idéia traduzir seu cartão para o alemão, francês ou belga. Se sua posição na empresa é importante, não se esqueça de incluir essa informação em letras um pouco maiores.

  • Quando for convidado

Não se espante se for convidado para jantar na Bélgica após sete e meia da noite. Jantares no país costumam começar mais tarde do que em outros países europeus.

Um convite para ir à casa de um holandês não significa necessariamente que se trata de um jantar. Se for o caso, o convite especificará isso. Os holandeses usam talheres para tudo, incluindo pizza e sanduíches, portanto, faça o mesmo.

No Luxemburgo, você provavelmente será convidado para um café após o jantar; não saia imediatamente após a refeição.

  • Gorjetas

Se a conta do restaurante no Luxemburgo não incluir o serviço, deixe o correspondente a 15% da conta. A gorjeta dos motoristas de táxi é de 15 a 20% do preço da corrida. Os porteiros em hotéis recebem de LF50 a LF150, dependendo de quantas malas eles carregaram para você.

O serviço está incluído na maioria dos restaurantes, mas muitas pessoas arredondam o preço final para deixar uma gorjeta extra. Nos táxis, arredonde o preço final.

A maioria dos serviços na Bélgica já inclui 15% a título de gorjeta e os belgas não esperam nada extra. Mas sempre deixe uma gorjeta de BF25 a 50BF para os porteiros, camareiras e lanterninhas nos teatros.

  • Presentes

Boas idéias para presentes no Luxemburgo e Holanda são livros e CDs do seu país. Na Bélgica, flores (mas não crisântemos) e chocolates são boas opções. O belga provavelmente abrirá seu presente na sua presença, portanto faça o mesmo; no Luxemburgo, só o faça se seu anfitrião sugerir primeiro.

  • Pontualidade

As pessoas desses países são sempre pontuais e esperam o mesmo de você. Se por acaso perceber que terá que se atrasar, lembre-se de telefonar antes para avisá-los.

  • O que vestir?

Na Bélgica e no Luxemburgo, homens e mulheres devem escolher roupas mais conservadoras e discretas quando se trata de encontro de negócios. Os holandeses são mais flexíveis e costumam priorizar o conforto à formalidade. Mas mesmo ali homens e mulheres de negócios tendem a se vestir de maneira mais clássica. Continuar lendo

Eu & Vocês

 

Imagem

Posso ser uma jornalista veterana, quase prestes a ‘pendurar as chuteiras’, mas na carreira acadêmica ainda sou uma iniciante. Isso é fantástico! Poder aceitar o desafio de construir um novo caminho (sem deixar de fazer o que sempre fiz, ou seja, conteúdo) é algo importante e motivador pra quem já passou bastante dos 40 e poucos anos. Devo isso ao meu amigo/irmão Marcelo Bongagna, que me apresentou o fascinante e complexo mundo dos professores.

Maurici Scarpari, meu coordenador no curso de Publicidade e Propaganda da Faculdade Anhanguera de Piracicaba, é outro a quem devo os singelos, mas importantes avanços que consigo obter em sala de aula, desde que comecei a dar aulas em 2011.

A criação desse blog, por sua vez, devo ao meu marido Glauco, amante da tecnologia como bom aquariano que é. Sem ele, talvez eu ainda não estivesse devidamente conectada ao mundo moderno,

Esse blog pretende ser um espaço de informação e troca de ideias sobre marketing e comunicação. A intenção é compartilhar conhecimento com meus alunos e leitores, sem a pretensão de ser a dona da verdade.

Sejam todos bem-vindos a esta sala de aula virtual! Aqui todos aprenderemos juntos!

 

Grande abraço!

 

Professora Cris Sanches